quarta-feira, 29 de dezembro de 2010

Museu Cultura Periférica participa da III Teia da Memória no Rio de Janeiro



A III Teia da Memória foi realizada no Rio de Janeiro, no Museu da Maré, entre os  15 à 17 de dezembro de 2010. Participaram 150 pessoas  oriundas dos 12 pontos de memórias e  de pontos parceiros. Na ocasião houve uma troca de experiência, os representantes mostraram os avanços e as dificuldades encontradas durante o ano e o planejamento estratégico para 2011. O Museu Cultura Periférica (ponto de memória do Jacintinho) esteve presente falando sobre as ações desenvolvidas para a implantação do mesmo na comunidade e as estratégias que serão aplicadas em 2011.

Nós do CEPA-Quilombo em parceria com o Instituto Brasileiro de Museus - IBRAM e o Programa Nacional de Segurança Cidadã (PRONASCI) estamos em processo de implantação de um Ponto de Memória no bairro do Jacintinho. O Ponto de Memória é um projeto do Governo  Federal que visa à preservação da memória das comunidades dos diversos grupos da sociedade civil. O IBRAM entende que os museus devem ser apropriados pelas comunidades que neles se farão representar.

Inicialmente a proposta era de apenas a história do bairro do Jacintinho ser contada, porém compreendendo a necessidade de parceria e a construção coletiva, convidamos alguns grupos parceiros para fazerem parte desse projeto. Hoje o Museu Cultura Periférica tem em seu Conselho representantes do Núcleo Cultural da Zona Sul, Posse Atitude Periférica, Posse Guerreiros Quilombolas, Instituto do Desenvolvimento e Assistência Social Beneficente em Defesa das Mulheres e Crianças do Jacintinho (IDASMUC), Coco de roda Xameguinho, Associação dos Moradores da Vila Emater. Isso implicou em contar as histórias dos demais grupos, ou seja, do Movimento Cultural Periférico de Maceió. As histórias serão contadas a partir do olhar de quem está na sala, e não de quem vê pela janela. Será um espaço articulado e eficaz atuando como um centro de informações e troca de experiências, saberes das comunidades. Para nós a memória está em movimento, não faz parte apenas do passado, está viva!

















quarta-feira, 8 de dezembro de 2010

Oficinas do Clube do Coco

Dia 18 oficina de vivência e introdução ao Coco!




Das 09h às 12h - Dança: Inicialização ao trupe de coco, atual e tradicional.
Com Josenildo de Assis (filho do Mestre Verdelinho), Magnata (do coco de roda Pau Brasil) e Nilton Rodrigues (do coco de roda Xique Xique)
A oficina pretende aproximar as pessoas da dança do coco de roda, o tradicional, com o pagode de coco e as rodas de trupe ao atual coco de roda e seus passos.

Das 14h às 17h - Percussão: Inicialização ao ritmo do coco através do pandeiro.
Com Fagner Dubrown (do poesia musicada no pandeiro), e os monitores: Juliana Barbosa (do Chama Luz), Josenildo de Assis (filho do Mestre Verdelinho) e Jurandir Bozo (artista popular)
A oficina pretende ensinar os primeiros passos dos toques do coco para o pandeiro. Para iniciantes e pessoas que já tenham iniciado o contato com o instrumento (pandeiro).

Obs.: Recomenda-se levar seu instrumento para oficina ou avisar no ato da inscrição que não tem o instrumento disponível para oficina.

Das 18h30 as 21h - Vivência as cantigas de coco.
Jurandir Bozo (Artista popular)
A vivência pretende aproximar as pessoas das cantigas de coco, suas formas ritmos e sonoridades. Além de dicas e macetes para apresentação e interpretação.

Obs.: Não é preciso técnica vocal ou qualquer experiência em canto erudito ou popular.

Onde: Fundação Municipal de Ação Cultural, no Jaraguá, defronte a praça Marcilio Dias, próximo a capitania dos portos.
Quanto: 10 reais por oficina.
Como: Inscrições a partir do dia 16 na Fundação de Ação Cultural no Jaraguá. Reservas e informações nos fones 8858 0069 e 9925 0602 falar com Jurandir.

Realização: Clube do Coco
Apoio Fundação Municipal de Ação Cultural.

sábado, 4 de dezembro de 2010

Festa das Águas



Iemanjá é um nome derivado de três outras palavras do idioma iorubá: yèyé (mãe), omo (filha) e ejá (peixe). Ela é o útero de toda a vida, principal figura materna na tradição iorubá (Ymoja). No nosso planeta a vida originou-se das águas, por isso Iemanjá é o arquétipo da maternidade, a Grande Mãe, que tem afinidade com todas as mães do mundo.

O dia 08 de dezembro foi escolhido pelos grupos alagoanos para homenagear aquela que é um dos orixás mais respeitados e populares. As atividades ficarão concentradas na Praça Multieventos, a partir das 10h. A festa homenageia e agradece a Iemanjá e a todas as Iabás por tudo que foi alcançado durante o ano. Além das homenagens, os grupos pretendem chamar atenção para o preconceito historicamente construído e sustentado em nossa sociedade contra as manifestações afro-brasileiras.


A Praia

Pajuçara é a praia escolhida para o encontro dos grupos por ser o local que caravanas de religiosos vindas diversos bairros de Maceió e municípios de Alagoas se reúnem anualmente numa grande festa. Ocasião onde também agrega turistas e simpatizantes das religiões de matriz africana. Batuques e oferendas acontecem simultaneamente durante todo o dia.


Os grupos participantes

Este ano a Festa contará com a presença da Orquestra de Tambores de Alagoas, o Afoxé Oju Omin Omorewá, o maracatu nação A Corte de Airá (Palácio de Airá), o maracatu Raízes da Tradição do Abassá de Angola (Abassá de Oiá Balé), o Coletivo AfroCaeté, o Afoxé Odô Iyá (Casa de Iemanjá), o grupo Inaê (Grupo União Espírita Santa Bárbara-GUESB), grupo Airê Ioruba (Núcleo de Cultura da Zona Sul), o CEPA Quilombo (Jacintinho), o Quintal Cultural (Bom Parto), entre outros. A iniciativa contará ainda com a presença de convidados e representantes de órgãos públicos, Universidades e da comunidade. O evento será encerrado com um cortejo final reunindo todos os grupos presentes.

Sincretismo

Sincretizada com Nossa Senhora devido à relação com a maternidade, Iemanjá possui grande prestígio e popularidade em todas as camadas sociais brasileiras. Iemanjá é o útero de toda a vida e principal figura materna na tradição iorubá (Ymoja). Estratégia no passado, o sincretismo fez-se necessário para que a religião afro-brasileira fosse aceita, e livresse os religiosos da perseguição policial e da destruição de seus terreiros. Hoje, segundo o pesquisador Edson Moreira, "É difícil a dissociação", e esclarece que Iemanjá não é Nossa Senhora. O sincretismo é fenômeno que existe em todas as religiões e também está presente na sociedade brasileira.


Um dia inteiro de festa

A Festa das Águas será realizada no dia 8 de dezembro de 2010, na Praia de Pajuçara, na Praça Multieventos. As atividades terão início às 10 horas com rodas de capoeira que se estenderão até as 13 horas. Às 14 horas será dado início as apresentações dos grupos percussivos e de batuque, que seguem até a noite.


Programação:


10h – Roda Aberta de Capoeira com a presença de representantes dos grupos Tradição, Liberdade, Abadá, Águia Negra, Muzenza, entre outros.
14h – Batuque:
☼ Airê Ioruba (Núcleo de Cultura da Zona Sul)
☼ Maracatu Raízes da Tradição (Abassá de Angola de Oiá Balé)
☼ Afoxé Oju Omin Omorewá
☼ Orquestra de Tambores de Alagoas
☼ Coletivo AfroCaeté
☼ Afoxé Odô Iyá (Casa de Iemanjá)
☼ Inaê (Grupo União Espírita Santa Bárbara-GUESB)
☼ Maracatu Nação A Corte de Airá (Palácio de Airá)
16h – Espetáculo UruBumbaGuelé
18h – Momento Coletivo/ Reunião dos grupos participantes
19h – Vídeo Eruyá que retrata a Festa de Iemanjá entre os anos de 2006 e 2008

Informações

Dia: 08/12/2010
Hora: 10h
Local: Praça Multieventos – Pajuçara
Contatos: 8801-4265/ 8826-6548/ 8827-3786
Aberto ao público






quinta-feira, 25 de novembro de 2010

MIRANTE CULTURAL
2010
Um quilombo chamado Jacintinho


O Centro de Estudos e Pesquisas Afro Alagoano - Quilombo completou no dia 05 de novembro oito anos de ações desenvolvidas no Estado de Alagoas. Para comemorar realizará o projeto "Mirante Cultural, um quilombo chamado Jacintinho" festivo no dia 26 de novembro às 19h30, especialmente dentro da sede do CEPA Quilombo. Contamos com a parceria da Fundação Municipal de Ação Cultural de Maceió, Sindicato do Urbanitários de Alagoas e o Movimento Cultural Periférico. Nessa festa contaremos com a presença dos parceiros que ao longo desses anos têm feito parte da nossa história.

O "Mirante Cultural, um quilombo chamado Jacintinho" terá em sua programação a mostra de dois vídeos: Memória do Mirante Cultural e do Museu Cultura Periférica. Lançaremos o projeto do Museu Cultura Periférica para a comunidade. Teremos a participação de três alunos do Curso de licenciatura em Dança da UFAL com suas perfomances: Chamadas (Ana Carla Moraes); Corpo Estranho (Jadiel Ferreira); Eu Sou (Sirlene Gomes) e a participação do dançarino Diego Januário com fragmentos de intervenção Poesias de Gentilezas. Para finalizar teremos a honra de receber Joseano com seu batuque contagiante.

O centro continua com duas turmas de capoeira na sede, trabalhando com crianças, jovens e adultos. Temos também uma turma de fer kwon do. O bumab-meu-boi Excalibur continuar seus ensaios e iniciou o processo de criação para o carnaval de 2011. Iniciou em outubro o projeto Cine Quilombinho que faz parte do Cine Mais Cultura e todos os sábados às 19h tem sessão e após um debate no Quilombo. Participará pela segunda vez da Teia da Memória com o projeto do Museu Cultura Periférica (o museu é resultado de uma parceria com o IBRAM, o PRONASCI, IDASMUC, Núcleo Cultural da Zona Sul, Posse Guerreiros Quilombolas, Posse Atitude Periférica, Associação dos Moradores da Vila Emater). Está finalizando o terceiro ano do projeto Mirante Cultural, voltaremos em março de 2011.


PROGRAMAÇÃO:
Mostra do vídeo Memória Mirante Cultural
Mostra do vídeo Museu Cultura Periférica
Performance Chamadas de Ana Carla Moraes
Performance Corpo Estranho de Jadiel Ferreira
Performance Eu Sou de Sirlene Gomes
Fragmentos da intervenção Poesias de Gentilezas de Diego Januário
Joseano com seu batuque

Viviane Rodrigues
Relações Públicas do C.E.P.A. Quilombo
E-mail: vi_magnifica@hotmail.com
Telefones: (82) 8843-9311

sexta-feira, 24 de setembro de 2010

Mirante Cultural


2010
Um Quilombo chamado Jacintinho

O CENTRO DE ESTUDOS E PESQUISAS AFRO ALAGOANO - QUILOMBO realizará nesta sexta-feira (24)às 19h30 no Mirante Kátia Assunção localizado no Jacintinho (por trás da rádio 96 FM), a  25ª edição do  Mirante Cultural , Um Quilombo Chamado Jacintinho.

O evento vem acontecendo desde fevereiro de 2008, reunindo grupos culturais dos bairros de Maceió e de algumas cidades do Estado de Alagoas. Atualmente tem com parceiros o SINDICATO DOS URBANITÁRIOS e a Fundação Municipal de Ação Cultural.

Nessa edição se apresentará pela primeira vez o Maculelê Legião Brasileira e o DJ Barão, teremos o retorno do: Coco de roda Xique-Xique, Demis Santana e Rogério Dias. Haverá também a inauguração do Cine Quilombo.   
 
O Mirante Cultural continuará defendendo a integração entre educação e arte, buscando sempre impulsionar os  artistas locais, trabalhando a geração de renda e valorizando a cultura popular e afro-alagoana. Agradecendo sempre o apoio da comunidade, dos artistas, dos parceiros e da imprensa.

PROGRAMAÇÃO:
  • Maculelê Legião Brasileira
  • Cine Quilombo
  • DJ Barão (reggae)
  • Coco de roda Xique-Xique
  • Demis Santana
  • Rogério Dias


                                                                                      Viviane Rodrigues
Relações Públicas do C.E.P.A. Quilombo
Telefones: (82) 8843-9311


MIRANTE CULTURAL




 O CENTRO DE ESTUDOS E PESQUISAS AFRO ALAGOANO - QUILOMBO realizará nesta sexta-feira (24)às 19h30 no Mirante Kátia Assunção localizado no Jacintinho (por trás da rádio 96 FM), a  25ª edição do  Mirante Cultural , Um Quilombo Chamado Jacintinho.

O evento vem acontecendo desde fevereiro de 2008, reunindo grupos culturais dos bairros de Maceió e de algumas cidades do Estado de Alagoas. Atualmente tem com parceiros o SINDICATO DOS URBANITÁRIOS e a Fundação Municipal de Ação Cultural.

Nessa edição se apresentará pela primeira vez o Maculelê Legião Brasileira e o DJ Barão, teremos o retorno do: Coco de roda Xique-Xique, Demis Santana e Rogério Dias. Haverá também a inauguração do Cine Quilombo.   
 

O Mirante Cultural continuará defendendo a integração entre educação e arte, buscando sempre impulsionar os  artistas locais, trabalhando a geração de renda e valorizando a cultura popular e afro-alagoana. Agradecendo sempre o apoio da comunidade, dos artistas, dos parceiros e da imprensa.

PROGRAMAÇÃO:


  • Maculelê Legião Brasileira
  • Cine Quilombo
  • DJ Barão (reggae)
  • Coco de roda Xique-Xique
  • Demis Santana
  • Rogério Dias

quarta-feira, 22 de setembro de 2010

"EU SOU"

No dia 04 de setembro aconteceu o Overdoze organizado pelo SESC Centro. Foi apresentada a perfomace "EU SOU", da dançarina Sirlene Gomes, contou com a participação de Viviane Rodrigues e Denivan Costa na percussão.

Seminário Múltiplos Olhares



O Agosto Popular foi organizado pelo CEPA-Quilombo, Quintal Cultural, Palácio de Airá, Núcleo Cultural da Zona Sul e o Coletivo Afro-Caeté com o patrocínio da FUNARTE e da Secretaria de Cultura do Estado de Alagoas. Aconteceu do dia 25 à 29 de agosto de 2010. 


Foi um evento ímpar na história dos grupos culturais da periferia de Maceió, pois, organizado pelos próprios grupos, com os seminários acontecendo dentro dos espaços onde acontecem as ações, levando a discussão para a periferia, ou seja, para o povo discutir sua arte e as políticas públicas destinada a ela, como o título diz: Múltiplos olhares sobre a Cultura Popular e Afro Alagoana, levantando questionamentos sobre essa cultura que é visível aos olhos do povo e invisível aos olhos do poder público e da chamada "elite alagoana". Os seminários tiveram uma média de público 65 pessoas por dia com discussões instigantes e produtivas. 

O encerramento foi realizado no dia 29 de agosto com o Festival de Cultura Popular e Afro na praça de Santa Tereza, se apresentaram 17 grupos e foram homenageados 13 mestres. Houve uma integração entre os velhos mestres e as crianças que estão chegando para dar continuidade as manifestações culturais popular e afro numa demosntração do quanto o maracatu, afoxé, capoeira, bumba-meu-boi, guerreiro, baianas, coco de roda, cordel estão vivos e permaneceram!

terça-feira, 21 de setembro de 2010

Projeto Ação Glaucoma na Grota do Moreira



Uma articulação entre o Centro de Estudos e Pesquisas Afro Alagoano-Quilombo, Grupo Agenda Alagoas, Hospital Universitário e o Instituto de Desenvolvimento e Assistência Social Beneficente em Defesa das Mulheres e Crianças do Jacintinho resultou na realização do Projeto Ação Glaucoma na Grota do Moreira. 


A Ação Glaucoma foi realizada no dia 08 de agosto do corrente ano. Na ocasião foram atendidas 96 pessoas com 14 casos detectados. As pessoas que tiveram o diagnóstico positivo receberam um kit para dá início ao tratamento e um encaminhamento para continuar recebendo a medicação. 

terça-feira, 27 de julho de 2010

Ponto de Mémória do Jacintinho participa do 4º Fórum Nacional de Museus



O 4º Fórum Nacional de Museus foi realizado em Brasília de 12 á 17 de julho. Na ocasião foram criadas diretrizes e estratégias para a orientar as políticas públicas destinados aos museus. O Ponto de Memória do Jacintinho se fez presente com a participação de dois dos seus representantes: Viviane Rodrigues e Jailson Carnaúba (Pelé).

No painel “Memória, Educação e Criatividade” o Profº Msc. José Ricardo de Araújo falou sobre seu trabalho no espetáculo teatral “Jacintinho: Aqui nem se nasce e nem se morre”, a importância da identidade e da história oral. Relatou também o trabalho do CEPA Quilombo e o processo de implantação do Ponto de Memória do Jacintinho.

O Ponto de Memória do Jacintinho visa pesquisar, resgatar, fortalecer, mapear e acompanhar a história do Jacintinho e do Movimento Cultural Periférico de Maceió. Acreditamos que como a história foi e é feita pelo povo, é esse mesmo povo quem deve contá-la. O povo deve ter direito a memória, direito a museu!

domingo, 30 de maio de 2010

Lançamento da CAMPANHA PELA LEI DA COLETA SELETIVA - 1 de junho



Carta Convite
Nós, entidades sociais parceiras* temos a honra de convidá-lo para o lançamento da Campanha pela Implantação da Lei da Coleta Seletiva em Maceió, no dia  de junho, a partir das 16 horas, no Ginásio do Cepa, no Bairro do Farol.
O objetivo da campanha é recolher, no mínimo, cinco mil e quinhentas assinaturas para que o projeto de Lei de Iniciativa Popular da Coleta Seletiva seja aprovado na Câmara Municipal e venha gerar trabalho e renda para centenas de famílias de catadores de materiais recicláveis que já se organizam em cooperativas.
O evento acontece dentro da semana do meio ambiente, ótima oportunidade para trazer à tona a questão da reciclagem como atividade de suma importância para incentivar a justiça social e a sustentabilidade em nosso município.
Esta é uma ação da sociedade civil em favor do meio ambiente e ainda da inclusão socioeconômica dos catadores.
Participe! Assine esta idéia!
Na ocasião teremos apresentações culturais e presenças de personalidades alagoanas que apóiam a causa.

*Entidades parceiras:
Associação dos Moradores da Vila Emater II – ASMOVE
Jailson Carnaúba (PELÉ)
CÁRITAS Brasileira Reg. NE II
Jairo José Silva
Centro de Cultura e Estudos Étnicos – ANAJÔ / APNs do Brasil
Centro de Educação Ambiental São Bartolomeu – CEASB
Comissão de Jornalista Pela Igualdade Racial – COJIRA
Comitê de Entidades no Combate à Fome e Pela Vida – COEP (Rede Nacional de Mobilização Social)
Conselho Estadual de Cooperativismo – CONECOP 
Conselho Municipal de Economia Solidária
Cooperativa dos Catadores da Vila Emater – COOPVILA
Cooperativa dos Recicladores de Alagoas - COPREL,
Coordenadora Pleno-AL
Curso de Comunicação do CESMAC – Alunos do 6º Período
Empresa de Tecnologia e Informações da Previdência Social – DATAPREV
Frente Parlamentar de Cooperativismo Alagoano
Grupo Percussivo Baque Alagoano
Marcha Mundial das Mulheres
Núcleo de Estudos Sobre a Violência em Alagoas – NEVIAL
O Jornal
ONG – Moradia e Cidadania / Funcionários da Caixa Econômica Federal
Organização das Cooperativas Brasileiras do Estado de Alagoas – OCB - SESCOOP/AL
Pastoral da Negritude da Igreja Batista do Pinheiro - IBP
Ponto de Cultura Guerreiros da Vila
Rede Alagoana de Teatro do Oprimido – RATO
Serviço Federal de Processamento de Dados - SERPRO
Sindicato dos Jornalistas do Estado de Alagoas – SINDJORNAL
Sindicato dos Trabalhadores (as) das Escolas Particulares - SINTEP
Sindicato dos Trabalhadores em Seguridade Social e Trabalho - SINDPREV / AL
Serviço Social do Comércio - SESC

ENTRE NESSA LISTA EM FAVOR DE UMA MACEIO JUSTA E SUSTENTAVEL!

Mais informações: (82) 3355-5196

22 MIRANTE CULTURAL - Um Quilombo Chamado Jacintinho

Confira as fotos do evento:


participações:
Rocking Style Crew
HIP HOP
Capoeira Aguia Negra
Banda Afro - FORÇA DO ILÊ

quarta-feira, 26 de maio de 2010

22 MIRANTE CULTURAL - Um Quilombo Chamado Jacintinho

Na próxima sexta feira (28.05) o tradicional evento se realiza com a participação dos grupos TALISMÃ HIP HOP, CAPOEIRA ÁGUIA NEGRA E CONVIDADOS, BANDA AFRO FORÇA DO ILÊ, ROCKING STYLE, alem de projeção de um curta sobre a montagem do filme LINHA 174.

O evento é uma homenagem à luta pela liberdade afro-descendente no Brasil, e tem a participação do Bailarino Jailton Oliveira,

foto: grafite relizado na última versão do evento.

terça-feira, 4 de maio de 2010

NOTA DE APOIO AOS AMIGOS DA VILA EMATER

Vivemos momentos dificieis! Momentos de lutas, de guerra, de embates constantes  com o poder público pela nossa sobrevevência e a sobrevivência dos nossos familiares.

Luta pelo direito ao trabalho, á moradia, à dignidade, à cultura, à educação, à vida...

Tem sido assim na Comunidade da Vila dos Pescadores, na Comunidade Sururu de Capote,  na Comunidade da Vila da Emater, nas luta constantes dos Movimentos Culturais Periférico espalhado por Maceió e tantas outras comunidades de pessoas simples, batalhadora espalhada Brasil á fora.

Desejamos infinitamente a tão sonhanda "paz". Mas, a historia  já nos mostrou que em  dererminados momentos  a paz só vem com a  guerra. Foi assim em Palmares, Canudos e tantas outras lutas dos movimentos sociais em nosso país e nas Américas.

Os moradores das comunidades a cima (Vila Emater, Vila dos Pescadores, Sururu de Capote) estão desesperados e apreensivos. E agora?????

Como sobreviver sem a dignidade fruto do trabalho???

É agora Pelé???  ( pra quem não sabe: Pelé é o presidente da Associação da Vila Emater)
E agora Enaura???  (Enaura é a presidente da Associção dos Pescadores do Jaraguá)
E agora Vânia???   (Vânia é a representate da Comunidade Sururu de Capote)

É agora José,  Pelé, Enaura, Vânia, Maria, Pedro,  catador, pescador, marisqueira? Quem vai defender teus direitos????
 

O CEPA-QUILOMBO - Centro de Estudos e Pesquisas Afro Alagoano já havia se colocando á disposição da luta há alguns meses. Há alguns meses  vinhamos acompanhando e nos solidarizando com os companheiros moradores da Vila Emater. bem como com a luta dos Moradores da  Vila dos Pescadores. 

O CEPA-QUILOMBO JUNTO COM 31 grupos do movimento social, cultural, educacional e politico em nossa cidade abraçou a causa da Vila dos Pescadores.

 "Assim, o CEPA-QUILOMBO TB. ABRAÇA A LUTA DOS MORADORES DA VILA EMATER, BEM COMO SOLICITA AOS DEMAIS GRUPOS /  E PESSOAS E AMIGOS (AS) PARCEIRAS NAS LUTAS E MOBILIZAÇÕES  EM DEFESA DA VILA DOS PESCADORES TB.  Á ENGROSSAR A FILEIRA"


Saudações Quilombolas!
Sirlene Gomes 
Secretária do CEPA - QUILOMBO / Profª. de Capoiera na Vila dos Pescadores.
 9185-1087

" A MAIOR QUALIDADE DE UM REVOLUCIONÁRIO É SENTIR PROFUNDAMENTE QUALQUER INJUSTIÇA ACONTECIDA EM QUALQUER PARTE DA TERRA" 

Che Guevara

sexta-feira, 16 de abril de 2010

Palestra sobre a Doença Falciforme

O CEPA Quilombo em parceria com o Grupo Agenda Alagoas estará promovendo uma palestra sobre a Doença Falciforme. Será no dia 24, às 16h na sede do Quilombo. A palestra será ministrada pela Drª. Rosana Vilela, em seguida teremos apresentações culturais.

Dia: 24/04/2010

Hora: 16h

Local: Rua Santa Luzia, nº 28, Jacintinho, próximo a rádio 96 FM.

Quilombo na UFAL

O CEPA Quilombo no dia 07 de abril compartilhou sua experiência com os alunos de psicologia social da Universidade Federal de Alagoas. Na ocasião o nosso companheiro de luta, Neno, esteve presente e contou quando o Quilombo nasceu, o motivo de sua criação e a ações que vem desenvonvendo ao longo de seus sete anos de existência. Houve uma troca salutar com os alunos que em breve irão a nossa sede para vê de perto o trabalho. È o início de uma nova parceria, que Oxalá abençõe!!!

Curso de Refrigeração no Quilombo

O CEPA Quilombo em parceria com a ONG das Mulheres e o Senai iniciou no dia 12 de abril um curso de refrigeração em sua sede. O curso atende vinte jovens da comunidade que estão tendo a oportunidade de aprender uma profissão. Essa iniciativa faz parte do planejamento do Quilombo de ampliar suas ações para a promoção de geração de renda para a comunidade. Trabalho é fundamental para a dignidade de um homem!

terça-feira, 6 de abril de 2010

Grupo Quilombo participa da TEIA DE AÇÕES

O evento realizado em Fortaleza, teve participação de dois dos nossos honoráveis membros: Vivi e Neno.


segunda-feira, 22 de março de 2010

MIRANTE CULTURAL - UM QUILOMBO CHAMADO JACINTINHO


O CENTRO DE ESTUDOS AFRO-ALAGOANO iniciará o terceiro ano do projeto Mirante Cultural – “Um Quilombo Chamado Jacintinho ” em parceria com os comerciantes do bairro do Jacintinho e o Sindicato dos Urbanitários.  Será realizado sexta-feira (26), às 19h30, no Mirante Kátia Assunção localizado no Jacintinho (por trás da rádio 96 FM).Mirante Cultural já teve dezenove edições, se apresentaram mais de noventa grupos culturais e a comunidade participou de todas as atividades.


O Mirante Cultural se consolidou como um espaço de disseminação e integração da cultura popular e afroEm 2010 daremos continuidade ao projeto e teremos na abertura o hip hop do A.S.U e dos Clandestinos, a participação da Poesia Musicada no Pandeiro com Rogério Dias e Fagner Dubrown, O Maracatu Coletivo Afrocaeté, o Maracatu Nação Acorte de Airá e o Núcleo de Capoeira

O C.E.P.A.A Quilombo vem lutando pela requalificação do Mirante Kátia Assunção  com o  objetivo de transformá-lo em um espaço de fomentação de cultura e lazer. Dentro dessa requalificação visa trabalhar também a mudança do nome de mirante  Kátia Assunção para um ícone da luta quilombola, homenageando assim, um símbolo da resistência negra.

O Mirante Cultural continuará defendendo a integração entre educação e arte, buscando sempre impulsionar os  artistas locais, trabalhando a geração de renda e valorizando a cultura popular e afro-alagoana. Agradecendo sempre os apoios da comunidade, dos artistas, dos parceiros e da imprensa ao longo desses dois anos.

PROGRAMAÇÃO:

A.S.U. - Hip Hop
Clandestinos - Hip Hop
Maracatu Nação Acorte de Airá
Maracatu Coletivo Afrocaeté
Poesia Musicada no pandeiro com Rogério Dias e Fagner Dubrown
Núcleo de Capoeira - Maculelê e Capoeira

GRUPOS PARCEIROS DO C.E.P.A.A. QUILOMBO:
Escola de Samba Arco-Íris
Núcleo de Capoeira
Grupo Lésbico Dandara
Bumba-meu-boi Excalibur
Grupo de Teatro Máscaras sobre Máscaras




                                                                                                                                          Viviane Rodrigues
Relações Públicas do C.E.P.A.A. Quilombo
Telefones: 82- 3033-2093/8843-9311

terça-feira, 16 de março de 2010

MOVIMENTO UNIFICADO EM ALAGOAS promove




"Durante esta manifestação estaremos solicitando a exoneração imediata do Sr. Otavio Oliveira na gerencia LGBT dentro da Sec. De DH do estado. "texto extraído do Ofício Circular 01/10 assinado pelo movimento.

21 de Março – Ato Público

Pela Valorização da Cultura Popular e Afro Alagoana lembrando o Dia Internacional de luta pela Eliminação do Racismo e os 12 anos de Zumbi Herói Nacional‏

Ato Público pela Valorização da Cultura Popular e Afro, lembrando o Dia Internacional pela Eliminação do Racismo e os 12 anos em que Zumbi foi incluído na galeria de Herói Nacional. O evento acontecerá no dia 21 de março, a partir das 17h, na Praça Santa Tereza, no Vergel do Lago.

No dia 21 de Março de 1960, na África do Sul, uma manifestação pacífica contra as leis de discriminação racial acabou em tragédia quando a polícia do regime de apartheid sul-africano matou diversos manifestantes. O Dia Internacional contra o Racismo e a Discriminação Racial foi conquistado em 1976 após muita pressão dos movimentos de luta contra o racismo do mundo inteiro. Sabemos que muito precisa ser conquistado. A data é um dia de luta, pois ainda está longe o dia em que o racismo deixe de promover vitimas.
O Ato é uma realização do Núcleo Cultural da Zona Sul e da Associação Cultural dos Folguedos da Zona Sul com parceria do Coletivo AfroCaeté, CEPA-QUILOMBO (Jacintinho) e do Quintal Cultural (Bom Parto). É o segundo ano que o ato acontece. Os grupos participantes compõem a Articulação pela Valorização da Cultura Popular e Afro Alagoana que é formado por diversos grupos culturais e membros da sociedade que valorizam, divulgam e ajudam a fortalecer a história e a cultura do Estado. O objetivo do trabalho da Articulação é o fomento de valores da cultura popular e afro alagoana como alternativa para a construção de uma sociedade mais justa e igualitária.


Programação: 1 – Banda Afro Lozzi (Pestalozzi); 2 – Capoeira Inclusiva Ginga Terapia (Pestalozzi); 3 – Poesia Musicada no Pandeiro (Quintal Cultural); 4 – Maculelê Besourartes; 5 – Maracatu Axé Zumbi; 6 – Rodas de Capoeira: Abadá, Águia Negra; 7 – Maracatu Nação ACorte de Airá; 8 – Guerreiros da Vila; Demis Santana e a Arca da Cultura Popular; 9 – Coletivo AfroCaeté; 10 – Orquestra de Tambores; 11 – Afoxé Oju Omin Omorewá; 12 – Bumba meu boi Excalibur (CEPA-Quilombo); 13 – Bois do Núcleo Folclórico Boi Alagoano (Zona Sul).

Apoio: Ponto de Cultura Enseada das Canoas

Contatos:
Christiano Barros: 8845-4068
Nonato Lopes: 8821-8086

domingo, 14 de março de 2010

mulheres nas comunidades populares






Sucesso
 no
 encontro
 organizado
 pelo
 CepaQuilombo:
arte,
cultura,
discussões e
debates.
Muita participação!
obrigado
 a
 tod@s